Marketing: o que é marketing e como fazê-lo corretamente

0
78

Marketing é uma palavra comumente utilizada no mundo todo. Sobretudo no mundo corporativo em face da era digital. Alguns dizem que “tudo” é marketing, enquanto estudiosos defendem que o termo significa uma definição estratégica de negócios e vendas.

Solicitar Cotação!

Mas afinal, tirando a sua convencionalidade de uso, o que exatamente é marketing?

Conforme definição de dicionário, marketing é uma “estratégia empresarial de otimização de lucros…”

E, continua

“…por meio da adequação da produção e oferta de mercadorias ou serviços às necessidades e preferências dos consumidores,…”

Complementando,

“recorrendo a pesquisas de mercado, design, campanhas publicitárias, atendimentos pós-venda, etc.”

Já para Kotler…

Entretanto, por exemplo, Philip Kotler adota um modo diferente de enunciação.

Marketing é o processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo que necessitam e que desejam…” Isto é, “…com a criação, a oferta e a livre negociação de produtos e serviços de valor com outros”.

Inequivocamente, ambas têm uma definição completa do que é marketing.

A divisão em três tópicos da primeira refere-se respectivamente às fases de análise, planejamento e estratégia válida também para a segunda. Antes de mais nada, Kotler buscou tão somente dar uma dimensão mais humanizada à sua definição.

De modo simples, Marketing é um modelo de gestão de negócios que utiliza estratégias para comercialização de produtos, visando ao lucro.

Como se faz Marketing?

Em primeiro lugar, há que considerar inúmeras variáveis que são determinantes do modo de fazer marketing.

Assim, um fator primordial é a relevância no mercado, da empresa\ produto que se pretende oferecer. Conforme Kotler determina, a relevância do produto está associada ao posicionamento do mesmo para o seu público-alvo.

A referência a Kotler, deve-se ao fato de o posicionamento ser ligado ao conceito dos 4 Ps do Marketing: Produto, Preço, Promoção e Praça. Ele depende da estimulação do cliente em direção à marca.

Desse modo, análises do mercado-alvo; da segmentação (micro e macro ambientes); das personas; da relação com o cliente, diferencial em relação à concorrência são essenciais. Feito isso, pode-se definir as estratégias propriamente ditas.

Sobretudo, a experiência do cliente é o fator preponderante. O Marketing atual é o da responsabilidade social. A opinião do cliente é o que conta e a sua expectativa é a meta a ser alcançada pelas empresas.

O significado de fazer Marketing

Assim, fazer marketing significa estabelecer um Plano, bem como um Cronograma e segui-lo. Assim como em vários outros setores, no marketing também, não se alcança uma meta ao acaso.  É comum ao se abrir um site, por exemplo, encontrar na Home (página principal), algumas abas escrito: visão, missão valores e objetivos.

Isso é uma estrutura orgânica e demonstra que aquela empresa tem um Plano. Um plano que viabiliza a proposta da empresa\produto. Certamente que essa é uma empreitada especializada, ou seja, a empresa deve delegar a um profissional de marketing a tarefa desse planejamento.

Isto porque, ele se encarregará juntamente com uma equipe, dependendo do porte da empresa, de buscar estratégias e, consequentemente, planejamento.

Por último, mas também um fator fundamental a ser observado é a questão financeira. Isto é, saber quanto a empresa poderá disponibilizar de recursos financeiros para a tomada das ações. Sobretudo quanto aos anúncios pagos e meios de divulgação. Por exemplo,inbound marketing, que englobam veiculações de anúncios como Google AdWords e Facebook Ads.

E o outbound marketing…

Além disso, existem outros meios de divulgar, através do marketing direto, onde entra estratégias de outbound marketing, costumeiramente conhecido como estratégia de marketing frio. Dentro desta estratégia estão inúmeras formas de alcançar clientes e uma delas são as famosas ofertas de produtos via telemarketing.

Estratégias

Uma guerra se define com estratégias. Ganha quem tem a melhor estratégia e as táticas mais elaboradas.

Similarmente, na guerra mercadológica, vence aquele que se empenha em planejamentos táticos. O empreendedor atual sabe que precisa recorrer às diversas estratégias que o marketing disponibilizas para competir. Especialmente em um mercado extremamente competitivo como o digital.

Na era do marketing digital, várias são as opções de promoção de produtos. Decerto que uma boa equipe de gestão de marketing saberá lidar com essa variedade. Entretanto, até mesmo para quem se decida por uma iniciativa própria, é possível se fazer uma boa promoção, desde que haja empenho.

É provável que aquele que se interessa pelo assunto, em algum momento, tenha se deparado com a expressão Inbound Marketing. Pois ela nada mais é do que o conjunto dessas estratégias alinhadas com a finalidade de atrair o cliente.

Na prática

Sem dúvida que uma estratégia relativamente simples é a divulgação através das Redes Sociais. Entretanto, quando se adentra os mecanismos de promoção, percebe-se que sem um gerenciamento das contas, não há visibilidade. Isto porque a promoção via redes sociais envolve produção de conteúdo, impulsionamentos de postagens, branding, personalização de layouts, enfim. Além das estratégias de marketing pré-definidas, conforme as acima já mencionadas.

Do mesmo modo, tem-se o Marketing de Conteúdo. Nesse sentido, também existe todo um conjunto de regras de SEO (Search Engine Optimization) que precisam ser obedecidas, de maneira que o conteúdo alcance visibilidade. A essa altura já ficou evidente que a espinha dorsal para sustentar um bom negócio, especialmente agora, é visibilidade. O chamado tráfego.

Além disso, tráfego aqui se refere basicamente ao conhecimento da marca pelos mecanismos de busca, como Google, Yahoo, Bing, etc.

Outra forma de se fazer marketing é a captação de clientes e geração de tráfego para a marca por meio da construção de sites.

SEO e atração de tráfego

Com o avanço tecnológico, existe atualmente um aparato considerável de softwares de construção de sites otimizados segundo as regras SEO, dentre outras. WordPress, Joomla e Drupal são alguns deles, que respondem pela grande maioria da construção de sites, em todo o mundo.

Blogs. De maneira idêntica, os Blogs são uma forma de estímulo à identificação do consumidor com a marca. Conteúdos orgânicos, bem estruturados e com conhecimento, incentivam o cliente a retornar sempre, criando o vínculo com a marca.

Anúncios Pagos

A propaganda paga ainda é um meio muito eficaz de divulgação. Na era digital, as propagandas nos mecanismos de busca, nas redes sociais e em diversos sites são motores propulsores de promoção. As veiculações de anúncios em websites, portais e blogs são denominadas de Display. Este tipo de veiculação são de extrema importância, pois cria visibilidade para a marca e alcança o público-alvo por meio de conteúdo semelhante ao produto/serviço da empresa.

Por mais que haja todo esse aparato orgânico já comentado, o anúncio pago não deixa de ser vital.

Enfim, conforme comentado mais acima, um especialista de marketing saberá como conduzir o plano adotado, de maneira que este plano encontre a meta estabelecida.

Não há uma fórmula específica de como “se fazer marketing”. Ao contrário, diante da multiplicidade de meios, na Era da Informação, o diferencial será adequar a melhor estratégia ao potencial do produto em questão.

Conclusão

Marketing é troca de valores. É oferecer ao consumidor um valor que ele precisa sob a forma de um produto, em troca de um valor monetário. Às vezes, é um produto que o consumidor nem sabe que precisa, mas devido aos esforços de marketing a problemática é levantada e, ao mesmo tempo, sanada.

Dito isso, as formas de alavancagem do produto ou marca devem ser bem definidas e estabelecidas pela empresa que o disponibiliza.

Seguido esse plano, sem dúvida os bons resultados virão e o produto se consolidará no mercado, em face da satisfação do cliente.